Feirante é proibido de trabalhar

 

O prefeito Vanderlon Oliveira Gomes, PR, está trabalhando com o intuito de melhorar a feira que acontece todo mês na Estância Turística de Salesópolis e que é uma tradição de mais de 100 anos.

 

Desde o mês de agosto está sendo intensificadas as fiscalizações visando cobrar a regularização dos feirantes que se encontram em débito com a municipalidade e proibir que os ambulantes que trabalham sem recolher os impostos, ficarem circulando pelo meio da feira, e segundo ao que a  reportagem do JP apurou possui dezenas de feirantes que não recolhem os tributos há anos.

 

Os moradores da Estância Turística de Salesópolis que montam suas barracas e estão cadastrados na Prefeitura Municipal estão autorizados a montarem suas barracas normalmente sem nenhum prejuízo.

 

Mas infelizmente não foi o que aconteceu na primeira quinta-feira do mês de setembro quando o senhor José Carlos de Lima, 62 anos, chegou por volta das 3:30 da manhã para montar sua barraca de flores naturais e o fiscal da prefeitura o barra-lo, assim não o deixando  trabalhar.

 

Segundo José Carlos o fiscal alegou que o nome dele não se encontrava na lista dos feirantes que estão autorizados a trabalhar e ainda foi ameaçado, pois se insistisse em montar sua barraca seria chamado o reforço policial para retirá-lo do local.

 

Nesse momento José Carlos perguntou se poderia montar a barraca de flores em outro local e imediatamente também foi proibido.

 

Com todo o ocorrido José Carlos não pode  vender suas flores, visto que por conta do feriado prolongado, de 7 de setembro, teve um movimento acima da média,  e segundo José Carlos nos passou teve um prejuízo de aproximadamente  R$ 500,00.

 

Indignado com a atitude dos fiscais, José Carlos procurou ajuda com os vereadores entregando cópias de todos os documentos que possui e que lhe dão direito a trabalhar na feira para que alguma providência seja tomada quanto as atitudes dos fiscais.

 

O vereador Claudio do Prado Moraes, DEM, “Claudinho do Som”, falou a nossa reportagem logo após o término da sessão da câmara  e disse que: “é um desrespeito muito grande com as pessoas da Estância Turística de Salesópolis e sabemos que tem feirantes de outras cidades com situação irregular quanto a pagamento de impostos e até o momento não foi concluído o trabalho para regularizar essa situação e quanto os feirantes da nossa cidade que estão regularizados não pode trabalhar na feira”.

 

“É um desrespeito muito grande e acima de tudo abuso de autoridade dos fiscais e não podemos aceitar essa situação e quero que todos aqueles que se sintam prejudicados busquem seus direitos, façam um Boletim de Ocorrência, apresentem seus prejuízos para que possam ser ressarcidos”, disse Claudinho.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload