Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Estância Turística de Salesópolis

DAEE completa plantio no reservatório de Paraitinga

DAEE completou em na primeira quinzena de outubro o plantio de 93,5 mil mudas de árvores de 80 espécies nativas às margens do reservatório do Paraitinga, em Salesópolis.

O reservatório integra o Sistema Produtor do Alto Tietê. O plantio faz parte do Programa Nascentes, criado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente para recomposição de matas ciliares em cursos d’água e reservatórios.

No total, foram reflorestados 56 hectares ao longo do reservatório. O trabalho foi realizado pelo DAEE e CODASP (Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo) e representou um investimento de R$ 3,1 milhões. O plantio começou em novembro de 2015.

O trabalho incluiu a instalação de 18 quilômetros de aceiro carroçável ao longo do plantio para auxiliar a manutenção, vigilância e prevenção de incêndios florestais; e 12 quilômetros de cercas para evitar invasões e entrada de animais.

Parte das mudas foi produzida no Parque Ecológico do Tietê e por reeducandos do Programa Regional de Plantio de Mudas Nativas e Recuperação de Mananciais, da Secretaria de Administração Penitenciária. Este programa tem como objetivo promover a ressocialização de sentenciados por meio da produção de mudas, do plantio e da restauração de áreas degradadas, principalmente nas regiões dos presídios.

O restante das mudas foi produzido por dezenas de pequenos produtores em várias regiões do Estado. Ricardo Borsari, Superintendente do DAEE, destaca que “as matas ciliares, dispostas ao longo das margens dos cursos d’água e reservatórios, são importantes, pois formam uma interface dinâmica entre os sistemas aquáticos e terrestres, trazendo vários benefícios.

Entre eles, a diminuição do escoamento superficial das águas das chuvas, o que acaba minimizando os processos erosivos e favorecendo a conservação dos recursos hídricos. A mata ciliar propicia também maior evapo-transpiração local, com aumento de chuvas na região, e maior umidade no solo, com lençóis freáticos mais próximos da superfície”.

RESERVATÓRIO DE BIRITIBA MIRIM:

O DAEE já iniciou os preparativos para a segunda etapa do Projeto Nascentes nas barragens do Sistema Alto Tietê, com a recuperação de 95 hectares de mata ciliar do reservatório do BiritIba, no município de Biritiba Mirim.

O projeto prevê o plantio de 160 mil mudas de árvores nativas em uma faixa de até 30 metros de largura ao longo das margens do reservatório e a implantação de 20 quilômetros de aceiro carroçável e 10 quilômetros de cercas de divisa ao longo da nova mata ciliar.

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon

Jornal do Povão - Aqui Você faz a Diferença