Divisa Salesópolis / Biritiba Mirim

 

A audiência pública que se realizou na última quinta-feira, 30 de novembro marcou início de uma nova etapa para que a Estância Turística de Salesópolis mantenha a atual marcação que fica na Fazenda Santa Clara e não como deseja o prefeito de Biritiba Mirim no córrego nas proximidades da EE Elisiário Pinto de Moraes.

 

A reportagem do JP falou com o prefeito Vanderlon Oliveira Gomes, PR que disse "precisa fazer um trabalho junto ao Congresso Nacional, pois o Parágrafo do artigo 18 da Constituição diz que só pode haver desmembramento e anexação mediante a Lei Federal”.

 

“Inclusive alguns membros da câmara de Biritiba Mirim se manifestaram dizendo que a área hoje pleiteada pela prefeitura daquela cidade pertence de fato a Estância Turística de Salesópolis”.

 

“Será realizada uma outra audiência desta vez na Assembleia Legislativa na qual iremos estar levando alguns mapas mostrando inclusive que o ex-vereador Sebastião de Campos Júnior disse que existem documentos que o Córrego do Léo não é no local onde se fala atualmente na Escola Elisiário e sim na Fazenda Santa Clara.

 

“Será realizada uma reunião em Biritiba Mirim depois uma audiência na Assembleia Legislativa e encaminhar ao Congresso Nacional, visto que houve a aprovação da Lei e a ex-presidenta Dilma vetou, por isso não conseguimos finalizar esse processo”.

 

“Os documentos estão nos autos do processo que se iniciou em 2006, fazendo o levantamento de todos os documentos e como foi solicitada a audiência na Assembleia Legislativa iremos envolver todas as lideranças políticas visto que está sendo realizado um trabalho suprapartidário”.

 

“Foi colocado que a população tenha direito de decisão e conversando com o Gervásio Warikoda, presidente da Colônia Japonesa entre outras pessoas, sustentam que aquele local pertence a Estância Turística de Salesópolis e iremos adequar os documentos”.

 

“O próprio IGC reconheceu que houve erro e que aquele local de fato pertence a Estância Turística de Salesópolis, em documento enviado pelo próprio órgão em 1990”.

 

“No meu entendimento aquela área pertence a Estância Turística de Salesópolis e iremos “brigar” para que de fato venhamos a receber o que é de fato como o FPM (Fundo de Participação dos Municípios), e que venha o ônus mas também o bônus”, disse o prefeito Vanderlon.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload