Deputado Estevam cobra avanços no atendimento do renal crônico


Nefrologistas, pacientes doentes renais e membros da Sociedade de Nefrologia do Estado (Sonesp) se reuniram quarta-feira, 21 de março, na Assembleia Legislativa para debater os desafios do setor e propor melhorias aos governantes públicos.


O evento, organizado pelo deputado Estevam Galvão, contou ainda com uma palestra ministrada pelo presidente da Sonesp, Professor Dr Osmar Medina Pestana, que alertou os presente sobre a necessidade de mais investimentos na área: “Temos cerca de 450 pacientes internados em hospitais no Estado, que permanecem lá por quatro, cinco meses, simplesmente porque se saírem não terão garantido o tratamento de diálise. O Brasil é bem estruturado, mas sofre com a falta de novos postos de tratamento”.


Medina lembrou da luta pelo reajuste da tabela SUS, uma das principais causas da falta de investimentos na área. “Estamos há mais de 20 anos sem correção da tabela no atendimento ambulatorial e seis anos sem correção na tabela de transplantes. Nenhuma clínica aguenta cobrir a defasagem, manter a qualidade do atendimento e as portas abertas sem dívidas”, lamentou.


Estevam lembrou do trabalho pela nefrologia e das cobranças já feitas ao Ministério da Saúde: “Nossa parceria com a nefrologia existe há décadas, desde a construção do posto de hemodiálise em Suzano e posteriormente em Mogi das Cruzes. Realizamos todos os anos eventos alusivos ao Dia Mundial do Rim, exatamente com o intuito de chamar a atenção das autoridades públicas, dos nossos governantes para este problema crônico que afeta mais de 130 mil pacientes no Estado de São Paulo”.


Apoiado pelo senador José Serra, o deputado estadual se reuniu com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para cobrar melhorias no setor. “Recebi em meu escritório os representantes da Arcat (Associação dos Pacientes Renais Crônicos do Alto Tietê) trazendo um abaixo assinado com mais de 27 mil adesões. Eles só pedem o mínimo: uma diálise mais digna, e foi isso que fomos pedir ao ministro da Saúde. Também estamos cobrando o Governo do Estado e vamos apresentar novamente um projeto de lei que isenta as clínicas de nefrologia do pagamento pelo consumo da água – um dos materiais mais utilizados para a sessão de hemodiálise”, adiantou.


A nefrologista Silvana Kesrouani, que no evento representava as clínicas de diálise no Estado, assumiu que a situação é crítica: “Em Suzano e Mogi das Cruzes temos qualidade ONA, garantimos a qualidade do tratamento. Os órgãos reguladores nos exigem cada vez mais coisas, mas sem reajustar o repasse. Estamos lutando cada dia mais para sobreviver”, disse.


Ela reiterou a luta do deputado pelo setor: “O deputado Estevam sempre foi um grande amigo da nefrologia e iniciou aqui, ao lado da Associação dos Pacientes Renais, uma luta que deveria acontecer em todo o Brasil”, disse.


EXAMES Após o evento, a Assembleia ofereceu a todo o público presente exames gratuitos de hepatite C, colesterol, urina e aferição da pressão arterial. A ação faz parte da Semana de Prevenção da Saúde.

JORNAL DO POVÃO 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon

Jornal do Povão - Aqui Você faz a Diferença