Mogi sedia palestra sobre Dor Pélvica Crônica Feminina

 

A Associação Paulista de Medicina (APM) realiza nesta sexta-feira, dia 27 de abril, às 19:00 em Mogi das Cruzes a palestra “Dor Pélvica Crônica Feminina – “O que você tem a ver com isso ? ”.

 

O evento conta com o apoio da Secretaria de Saúde da cidade e acontecerá no Auditório da Prefeitura Municipal, localizado na avenida Narciso Yague Guimarães, 277. A entrada é franca.

 

Para falar sobre o tema, estarão presentes a Dra Telma Regina Mariotto Zakka (médica ginecologista com certificação em dor crônica e responsável pelo ambulatório de dor pélvica crônica do Hospital das Clínicas –FM/USP); a fisioterapeuta uroginecológica Gabriela Olbrich de Souza; e a psicóloga Andreza Wurzba.

 

De acordo com a coordenadora do evento, Daniella Galvão de O. Oldra, dentre as possíveis etiologias para DPC (Dor Pélvica Crônica) foram escolhidos e serão debatidos os temas “Síndrome Dolorosa Miofascial do Assoalho Pélvico e Vulvodínia. “ justamente pela dificuldade de diagnóstico das mesmas .As palestrantes são especialistas em dor pélvica crônica (DPC) e poderão esclarecer mais sobre o assunto não só para profissionais da área, mas para o público em geral, já que tratam-se de condições  de difícil diagnóstico, mas muito mais comuns do que imaginamos e que no primeiro caso afeta homens inclusive “, alertou.

 

Daniella descobriu a Síndrome Dolorosa Miofascial do Assoalho Pélvico  há pouco mais de dois anos, após muitos exames e diagnósticos inconclusivos. “Você sente uma dor constante, faz inúmeros exames e nada atesta a causa. Não aparece em ultrassom ou em ressonância magnética. Sou grata a Deus por encontrar  profissionais especializados e poder diagnosticar o problema cedo , podendo assim iniciar logo o tratamento adequado,  mas tenho conhecimento de pacientes que enfrentam o problema a mais de oito anos”.

 

Hoje, após dois anos de tratamento contínuo, ela diz sentir-se muito bem e em fase de remissão dos sintomas e por isso sente-se motivada a passar a experiência adiante e ajudar aqueles que sofrem com DPC. “Muitos nem sabem o que têm. Quero compartilhar minha experiência com o maior número de pessoas e ajudar no diagnóstico precoce”, reforçou.

 

Para divulgar a doença e formas de tratamento, Daniella criou a página facebook.com/dorpelvicacronica: “Neste espaço as pessoas podem relatar suas experiências, obter orientações e informações sobre a DPC”, disse.

 

PALESTRA:  

 

A palestra “Dor Pélvica Crônica Feminina – O que você tem a ver com isso ?” acontece no dia 27 de abril, às 19:00, no Auditório da Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes, localizado na avenida Narciso Yague Guimarães, 277, Centro. Entrada franca. Mais informações: facebook.com/dorpelvicacronica

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload