BIRITIBA MIRIM: Câmara instaura Comissão Processante

 

 

Na sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, 24 de agosto, a câmara municipal de Biritiba Mirim abriu a Comissão Processante contra os vereadores José Rodrigues Lares, PV (Zé do Brejo); Paulo Rogério dos Santos, PTB (Paulinho da Júlio) e Eduardo Melo, DEM, que aparecem em vídeo divulgado nas redes sociais recebendo maços de dinheiro do prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar, PV.

 

Na próxima segunda-feira, 27 de agosto, os suplentes dos vereadores afastados deverão tomar posse e ser colocado em pauta a votação para também afastar o prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar, PV.

 

O MP já havia se pronunciado no início da semana afirmando que irá apurar os fatos nas esferas criminais e de improbidade administrativa contra os envolvidos.

 

Por 13 votos (os vereadores envolvidos também votaram) a câmara municipal de Biritiba Mirim, decidiu afastar de suas funções públicas os envolvidos no maior escândalo que a cidade já ouviu falar.

 

A partir de agora será instaurada uma CP (Comissão Processante), que irão se reunir a partir da próxima segunda-feira, 27 de agosto, para apurar todos os fatos e assim prestar contas a população.

 

A situação é  muito delicada na cidade de Biritiba Mirim que há um ano vem sofrendo com a instabilidade política, visto que no segundo semestre de 2017 o MP já apresentou uma denúncia na câmara municipal contra o prefeito  Jarbas por estar envolvido com uma facção que atua dentro e fora dos presídios de SP. Mesmo assim, por 8 votos a 5, o pedido de afastamento do prefeito Jarbas foi rejeitada naquela época.

 

Outra CEI foi constituída para apurar fatos relativos a saúde da cidade e mais uma vez o prefeito Jarbas se livrou de ser afastado, tendo sua base votado contra.

 

Desta vez a situação se complicou não somente para o prefeito Jarbas, mas também para os vereadores Zé do Brejo, Paulinho da Júlio e Eduardo Melo, que foram vistos em vídeo gravado no mês de janeiro de 2018, recebendo maços de dinheiro do prefeito Jarbas.

 

A sessão extraordinária teve início logo após as 16.00 com o plenário lotado de munícipes insatisfeitos com a atitude dos vereadores.

 

Em vários momentos o presidente da Câmara vereador Lourival Bispo de Matos, PSDB teve que interromper a sessão devido a manifestação da população que está revoltada com os vereadores e com o prefeito Jarbas.

 

A Comissão Processante  que irá apurar os fatos com os vereadores ficou assim constituída:

 

Presidente: Vereador José Fernando Gonçalves, PSB;

Relator: Vereador Marcelo Batista de Miranda Melo, PR;

Membro: Vereador Leonardo Venâncio Molina, PTN.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload