Alto Tietê lança proposta do Plano de Desenvolvimento Regional

 

 

 

Com experiências trazidas da Espanha e de outros países, o professor e pesquisador da Universidade Politécnica da Catalunha, Joaquin Sabaté, foi a principal atração do 1º Encontro de Planejamento Urbano promovido pelo CONDEMAT - Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê na noite da última quarta-feira (17/10), no Cemforpe, em Mogi das Cruzes. O evento é o primeiro passo para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano do Alto Tietê.

 

Sabaté, que é autor de obras de planejamento urbano e regional na Argentina, Brasil, Itália, Chile e Espanha, destacou a importância do CONDEMAT provocar a discussão sobre o desenvolvimento urbano das cidades da região. “Desejo muita coragem para a abertura deste plano regional.

 

Cumprimento a iniciativa, pois esta é uma oportunidade muito importante de construir um projeto de futuro regional”, destacou ele para um público composto principalmente por técnicos das prefeituras,

estudantes e professores dos cursos de Arquitetura e Urbanismo das instituições de ensino do Alto Tietê.

 

Referência internacional, Sabaté ressaltou que os estudos e planos precisam resultar em soluções para que as pessoas vivam com mais dignidade. Um das premissas apontadas como essenciais pelo professor para fomentar o desenvolvimento urbano, é a vontade política. “Felizmente, parece que esta vontade existe. Anteriormente, foi criada a Associação de Municípios do Alto Tietê e agora, o CONDEMAT. Isso comprova que existe vontade política de fazer um trabalho conjunto”, disse.

 

Uma das sugestões trazidas pelo especialista foi a distribuição das atividades econômicas de acordo com o perfil das cidades e com isso criar uma potência regional, que possa competir com outras áreas.  Ele também apresentou exemplos de ações realizadas na região da Catalunha e em municípios holandeses. Fatores como um sistema de transporte integrado e eficiente, além do respeito às características ambientais e econômicas de cada região, são fundamentais para que os resultados sejam alcançados em curto espaço de tempo – outro diferencial que deve ser incorporado ao processo.

 

O coordenador da Câmara Técnica de Planejamento do CONDEMAT, Elvis Vieira, destacou que a ideia de criar o Plano de Desenvolvimento Urbano do Alto Tietê surgiu das carências identificadas no Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo (PDIU), que estabelece diretrizes e projetos para a região. “Esta é uma ferramenta importante que vai muito além de uma questão política. Ela garante em longo prazo um olhar específico”, avaliou.

 

O prefeito Marcus Melo, que representou o Conselho de Prefeitos do CONDEMAT no evento, destacou o caráter de integração regional apresentado por Sabaté. Melo apresentou como exemplo as diferenças entre as cidades do Alto Tietê: “Quero compartilhar com vocês uma experiência que tive recentemente, quando, ao lado do prefeito suzanense Rodrigo Ashiuchi, viajei para a China e constatei o ritmo acelerado de crescimento.

 

Há muita organização e resultados visíveis, que estão ocorrendo há 30 anos, um tempo relativamente curto. É um modelo que também podemos conseguir aqui, afinal todos trabalhamos, temos formação técnica, o dia é o mesmo e tem 24 horas para todos”, disse, ao reforçar o fato de que a participação das universidades nas discussões geram importantes contribuições. “O diálogo com a iniciativa privada também faz com que as cidades tenham um desenvolvimento melhor”, acrescentou.

 

O secretário de Planejamento e Urbanismo de Mogi, Claudio de Farias Rodrigues, reforçou que a região tem uma grande potencialidade. “Essa grande discussão envolve as pessoas que vivem nestes 11 municípios.

 

Nós que estamos no CONDEMAT e nas Prefeituras, temos um olhar muito apurado para saber quais são as potencialidades e os desafios. Não podemos esquecer que estamos avançando em uma série de mudanças. Temos que nos abrir para o mundo”, acrescentou.

 

A programação do CONDEMAT seguiu nesta quinta-feira com uma reunião de trabalho da Câmara Técnica de Planejamento Urbano, com a participação do professor Sabaté, na qual ele pode conhecer melhor as características de cada um dos municípios da Região, assim como os principais eixos de desenvolvimento e os problemas. Na parte da tarde, ele esteve em Suzano, onde se reuniu com o prefeito da cidade e presidente do CONDEMAT, Rodrigo Ashiuchi.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload