SÃO NICOLAU, O VERDADEIRO PAPAI NOEL

06/12/2018

 

 

Hoje, 6 de dezembro, é dia de São Nicolau, o verdadeiro Papai Noel. Ele viveu no século IV. Era bispo de Mira - atual Turquia.


Conta-se que Nicolau dedicou sua vida à caridade e aos atos de benevolência, muitos deles conhecidos. O mais famoso é o episódio em que ele salvou três irmãs muito pobres, que não podiam se casar porque o pai não tinha como pagar, os seus dotes.

 

Sem o casamento, naquele tempo, as mulheres perderiam sua honra. Nicolau deu a elas uma oportunidade de ter uma vida digna, atirando, de noite, três sacos com ouro suficiente para os dotes de cada uma das moças. Devido a este ato de caridade para com as três meninas, se tornou tradição dar presentes no dia dedicado ao santo. Anos mais tarde esta tradição foi transferida para o Natal. No entanto a fama de Nicolau foi ganhando ao longo dos anos uma proporção grandiosa.


Foi nos Estados Unidos, a partir do século XIX, que são Nicolau começou a ser associado à lenda do Papai Noel. Foi ali que se construíram as características do Noel que o mundo ocidental mais conhece hoje. Como toda lenda, essa pode ter sido construída por vários caminhos e tem muitas versões. Mas um desses caminhos é conhecido atualmente.


Em 1822, Clement C. Moore escreveu um poema para seus filhos, chamado “A Visit from St. Nicholas” (Uma visita de São Nicolau). Ele narrava a história do velhinho que passava em um trenó puxado por renas e entrava nas casas pelas chaminés.


O primeiro desenho retratando a figura do Papai Noel como conhecemos nos dias

atuais foi feito por Thomas Nast e foi publicado na revista Harper’s Weekley, na edição especial de Natal do ano de 1866. O desenho retratava o Papai Noel com bochechas rosadas, uma vestimenta marrom e uma coroa de azevinhos na cabeça. 

A última característica incluída na figura do Papai Noel é sua blusa vermelha e branca. Essa imagem se popularizou de vez, depois do uso que a Coca-Cola fez dela em suas propagandas.


O produto já existia desde o final do século XIX, e era vendido, inicialmente, em farmácias. Por volta de 1930, a empresa fez uma campanha, em busca de um público mais jovem. Contratou um desenhista que recriou o Papai Noel: um velhinho gorducho, com um sorriso simpático e vestido com as cores da marca da Coca-Cola.


Na segunda metade do século XX, a Coca-Cola só cresceu, tornando-se conhecida e consumida no mundo inteiro. Com ela, a imagem do velhinho de vermelho circulou pelo mercado global e, praticamente, tornou-se a imagem oficial do Papai Noel.

 

Apesar disso, em alguns países é tradição a troca de presentes no dia de São Nicolau, além de muitas pessoas se vestirem como o santo, de mitra na cabeça e báculo na mão.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload