“Trabalho para uma reforma da Previdência justa, igualitária e que corte privilégios”, afirma Bertaiolli

 

Com o objetivo de se aprofundar e esclarecer as dúvidas da proposta da Reforma da Previdência, o deputado federal Marco Bertaiolli participou de mais uma reunião com o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, na manhã desta terça-feira (26/02), na sede do PSD Nacional, em Brasília. “Estou empenhando em estudar o projeto encaminhado à Câmara dos Deputados. Vou trabalhar muito para que a reforma da Previdência seja justa, corte privilégios e, principalmente, respeite os direitos dos trabalhadores urbanos e rurais”, afirmou.

 

Esta foi a segunda audiência do deputado Bertaiolli com o secretário especial Rogério Marinho. “Precisamos entender, debater, se aprofundar e discutir item a item desta reforma”, destacou o parlamentar. O primeiro encontro ocorreu em 14 de fevereiro, no gabinete do secretário. Pouco menos de uma semana depois, o presidente Jair Bolsonaro entregou pessoalmente o projeto da reforma ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

 

Além de Bertaiolli, outros deputados federais, que compõe a bancada do PSD no Congresso Nacional, participaram da reunião desta terça-feira. “Estamos no início das discussões. É essencial que parágrafo por parágrafo seja analisado de forma minuciosa”, pontuou. “Quanto mais dúvidas forem esclarecidas, mais rico será o debate em torno desta medida tão importante e necessária para o País”, ressaltou.

 

“A reforma vai restabelecer o equilíbrio financeiro do INSS, para que as futuras gerações tenham este direito mantido”, afirmou o deputado, que já está em posse de uma cópia do projeto. “Não podemos deixar passar nenhum erro, retrocesso ou injustiça. Tudo tem que ser muito bem analisado para não privilegiar um grupo em detrimento de outro”, frisou.

 

PACOTE DE MEDIDAS:

 

Na avaliação de Bertaiolli, a reforma da Previdência é vital para a retomada do crescimento, contudo, precisa estar acompanhada de outras ações, como o enxugamento da máquina administrativa e o combate à corrupção e à sonegação. “Defendo uma ampla reforma administrativa, porém, tudo passa por uma nova Previdência, porque do jeito que está, nosso País não suporta”, analisou.

 

A aprovação do Cadastro Positivo pela Câmara dos Deputados é outra medida apontada por Bertaiolli como fundamental para que o Brasil amplie a atividade econômica e cresça. “O projeto vai expandir o acesso ao crédito para consumidores e empreendedores”, resumiu.

 

O histórico de bom pagador passará a ser analisado na hora da tomada de um empréstimo, de um financiamento bancário ou até mesmo na loja, quando comprar um aparelho eletrônico, por exemplo. O Cadastro Positivo também beneficiará os 22 milhões de brasileiros que não podem fazer um carnê, porque não conseguem comprovar a renda.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload