Deputado Bertaiolli se encontrará com ministro do Desenvolvimento Regional

12/03/2019

 

O deputado federal, Marco Bertaiolli, se reunirá com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, nesta quinta-feira, 14 de março, às 17 horas. O encontro acontecerá em Brasília e a principal discussão será sobre novas implantações do Programa Minha Casa Minha Vida, destinados principalmente para as famílias que vivem em áreas de risco de deslizamentos e enchentes.

 

“Mais uma vez, começamos a semana com a triste notícia de famílias desabrigadas e de mortes em razão das chuvas da madrugada de segunda-feira. Precisamos dar continuidade aos programas habitacionais e às políticas públicas para resolver em definitivo esse problema que é de estrutura urbana, mas fundamentalmente uma questão social e humanitária”.

 

Entre 2009 e 2016, quando foi prefeito de Mogi das Cruzes, Bertaiolli implantou o maior programa habitacional da cidade com a construção de 5.240 unidades do Programa Minha Casa Minha Vida. Um total de 920 destas unidades foi destinada aos moradores de áreas de risco e de deslizamentos. Foram transferidas todas as famílias que, na época, moravam na encosta do Jardim Layr e da Vila Oroxó, no Rodeio,  e das regiões de alagamentos na Favela do Cisne, Vila Nova Jundiapeba (margem do Rio Jundiaí), Residencial Itapety e Córrego dos Canudos.

 

“Nós demos vida nova a cerca de 22 mil pessoas, que antes viviam sob o medo e o risco constante de deslizamentos. Sempre que chovia, era um tormento na vida destas pessoas, que hoje dormem seguras em seus apartamentos e ainda receberam o documento da casa própria”, salienta Bertaiolli, ressaltando que esse problema não atinge apenas a cidade de Mogi das Cruzes, como outros municípios do Alto Tietê e Grande São Paulo, onde 7 pessoas morreram vítimas das chuvas do último domingo e madrugada de segunda-feira. “As ocupações irregulares de morros, encostas e das margens dos rios são um dos maiores problemas sociais dos últimos tempos, que precisam de políticas públicas definitivas e urgentes”.

 

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) foi criado com o desafio de integrar, numa única Pasta, as diversas políticas públicas de infraestrutura urbana e de promoção do desenvolvimento regional e produtivo. Reúne iniciativas que estavam sob responsabilidade dos antigos Ministérios das Cidades e da Integração Nacional, com adaptações para otimizar a administração de programas, recursos e financiamentos.

É um dos maiores interlocutores do Governo Federal com os 5.570 municípios brasileiros, atuando de forma articulada com as grandes estratégias de Desenvolvimento Regional e Urbano (Política Nacional de Desenvolvimento Regional e Política Nacional de Desenvolvimento Urbano).

 

São áreas que afetam diretamente a vida da população. É o Ministério do Desenvolvimento Regional, por exemplo, quem coordenará, programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. “A expectativa é que o Ministério tenha uma ação mais integrada às demais políticas de governo, sobretudo com foco na qualidade do ambiente construído. O objetivo é fazer com que as moradias estejam acopladas a uma estratégia de desenvolvimento com geração de emprego e de infraestrutura para a qualidade de vida”, destaca o deputado federal, assim foi feito, por exemplo, na Avenida Kaoru Hiramatsu, onde foram construídos 1.240 apartamentos.

 

Para atender a estas famílias, destaca o parlamentar, foram construídas duas creches com 260 vagas ao todo, um Cempre – Centro Municipal de Programas Educacionais para 1.150 alunos em período integral, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. A avenida também foi duplicada e recebeu canteiro central, pista de caminha e ciclovia.

 

“Nós fizemos um novo bairro para atender a demanda destas famílias. Estas pessoas merecem e precisam ter qualidade de vida”.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload