BIRITIBA MIRIM: Vereadores afastados conseguem liminar e sessão é suspensa

 

Em mais um capítulo da crise política que vive a cidade de Biritiba Mirim, os advogados dos vereadores afastados pelo MP José Rodrigues Lares, PV (Zé do Brejo); Eduardo Melo, DEM e Paulo Rogério dos Santos, PTB (Paulinho da Júlio), conseguiram na tarde de terça-feira, 25 de junho uma liminar para que a sessão desta quarta-feira, 26 não fosse realizada.

 

A leitura do relatório final da Comissão Processante que seria lido na sessão extraordinária convocada para esta quarta-feira, 26 que apura a participação dos vereadores em vídeo recebendo maços de dinheiro do prefeito afastado Jarbas Ezequiel de Aguiar, PV, ainda terá que aguardar uma nova data para acontecer.

 

A reportagem do JP entrou em contato com o presidente da câmara municipal de Biritiba Mirim, Fernando José Gonçalves que disse estar aguardando o parecer  da Procuradoria Jurídica da Casa de Leis para recorrer  da decisão que mais uma vez concedeu a liminar favorável aos vereadores afastados.

 

Esta é a segunda vez que isso ocorre, a primeira foi final de 2018 quando a sessão extraordinária marcada para ocorrer no dia 21 de dezembro foi suspensa devido a liminar conseguida pelos mesmos.

 

Vale ressaltar ainda que mesmo afastados os vereadores José Rodrigues Lares, PV (Zé do Brejo); Eduardo Melo, DEM e Paulo Rogério dos Santos, PTB (Paulinho da Júlio), continuam recebendo normalmente seus vencimentos no valor de R$ 5.504,72 cada, ou seja um total de R$ 16,504,16 por mês.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload