Salesópolis recebe ação especial do Projeto AVC

  

 

Salesópolis foi a terceira cidade da Região a receber a segunda etapa do Projeto AVC, uma iniciativa do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê e do Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo para reduzir as estatísticas de Acidente Vascular Cerebral, doença que é uma das principais causas de morte na Região.

 

Na última quinta-feira, 7 de novembro,  moradores e visitantes da tradicional Feira da Quinta-Feira do Mês, que faz parte do roteiro turístico de Salesópolis, foram orientados sobre os riscos, identificação dos sintomas e importância do socorro rápido pela equipe do médico Gustavo Bittencourt, coordenador dos Setores Críticos do Hospital Luzia.

 

O público ainda teve a oportunidade de aferir a pressão arterial e fazer o teste de glicemia com a equipe do Colégio Netes, assim como responder orientações sobre os riscos dos vícios, como o álcool. Tudo gratuitamente.

 

“A hipertensão e o diabetes estão entre os principais fatores de risco para o AVC, principalmente na população com mais de 60 anos. Controlar essas doenças é fundamental, assim também como evitar o alcoolismo e o tabagismo,  e combater a obesidade e o sedentarismo”, ressaltou o médico responsável pelo Projeto AVC.

 

O prefeito de Salesópolis, Vanderlon  Oliveira Gomes, participou da iniciativa ao lado de vereadores e convocou a população a realizar os exames e conhecer mais sobre o AVC, doença que mata uma pessoa a cada 6 segundos e é uma das principais causas de incapacitação.

 

“É muito importante esse trabalho que o CONDEMAT e o Hospital Luzia de Pinho Melo estão trazendo para a nossa cidade. São orientações e cuidados que podem fazer a diferença na vida das pessoas e melhorar a qualidade de vida da nossa população”, disse o prefeito.

 

O Projeto AVC envolve as seis cidades que têm o Hospital Luzia de Pinho Melo como referência no atendimento aos pacientes: Arujá, Biritiba Mirim, Guararema, Mogi das Cruzes, Salesópolis e Santa Isabel.

 

A iniciativa é desenvolvida em duas frentes, sendo uma voltada para a capacitação dos profissionais que atuam nas redes municipais de saúde para estabelecer um protocolo de atendimento que possibilite o socorro do paciente dentro de quatro horas e meia (período que reduz os riscos de óbito e sequelas), e a outra para conscientização da população sobre o AVC.

 

Na capacitação dos profissionais, Guararema foi a última cidade a receber o treinamento na última terça-feira. Já na parte da população, o Projeto AVC já passou por Arujá, Mogi das Cruzes e agora Salesópolis. As outras três cidades serão percorridas ainda no mês de novembro.  

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload