Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Mogi das Cruzes - SP

Conselho de Prefeitos do CONDEMAT discute estratégias com comandos da PM e Corpo de Bombeiros


Entre os principais pontos discutidos está a conduta nos casos de óbitos em unidades de saúde e nas residências. Região tem várias mortes suspeitas


O Conselho de Prefeitos do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios de Mogi das Cruzes promoveu nesta sexta-feira (27/03) uma videoconferência com os comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para discutir o apoio das corporações aos municípios no enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19). Entre os principais pontos discutidos está a conduta nos casos de óbitos nas unidades de saúde e, principalmente, nos domiciliares. A Região aguarda os laudos de 14 mortes suspeitas e já são 37 pessoas infectadas em curva crescente (aumento de 94,7% em quatro dias).


Diante da orientação de isolamento social, a maioria das cidades do Alto Tietê já promoveu mudanças no funcionamento dos velórios para reduzir a possível exposição ao vírus. O tempo máximo de duração varia de 2 a 4 horas (dependendo do município), com restrição de permanência de 10 a 15 pessoas por sala.


Agora, a preocupação maior das autoridades está em preparar as cidades para agir - de forma rápida, segura e humanitária - nos óbitos suspeitos e confirmados de Coronavírus, o que inclui desde as condutas para manuseio e transporte até o sepultamento dos corpos.


“Algumas cidades já tiveram óbitos suspeitos e enfrentaram dificuldades para atendimento das funerárias e sepultamento. Como o número de casos está aumentando rapidamente, precisamos estar preparados para o pior cenário e o CONDEMAT, mais uma vez, busca o alinhamento regional para que uma cidade ajude a outra, a partir das orientações definidas para o Estado. O envolvimento da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, no apoio aos municípios, é fundamental”, ressaltou o presidente do CONDEMAT, prefeito Marcus Melo.


A Região não tem, até o momento, nenhuma morte confirmada e todas as cidades adotaram as medidas restritivas para conter a disseminação do vírus. Ainda assim, o principal pico da Covid-19 é esperado para o mês de abril, com base no que acontece em outros países, principalmente na Itália. Além disso, óbitos confirmados e suspeitos devem seguir os mesmos protocolos, segundo resolução do Estado.


Diante disso, o CONDEMAT orientou os prefeitos a criarem fluxos de procedimento para óbitos em unidades de saúde e também nas residências – Guarulhos, Mogi das Cruzes e Suzano já se adiantaram e vão subsidiar as demais cidades. Os cronogramas devem envolver desde a definição de quem vai assinar o atestado de óbito (nos casos domiciliares) e os protocolos para o manuseio dos corpos – o