Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Mogi das Cruzes - SP

COMBATE AO NOVO CORONAVÍRUS: Estado destina R$ 30 mi para o Alto Tietê


Recurso extra do Governo do Estado começa a ser liberado hoje e deve ser empregado em centros de referência para atendimento aos doentes. Semana passada, outros R$ 10,7 milhões foram anunciados em verbas federais


Começam a ser liberadas nesta segunda-feira (30/03) as transferências de repasses emergenciais anunciados pelo Governo do Estado para o enfrentamento do Coronavírus nos municípios paulistas. Na área de abrangência do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê serão R$ 30,2 milhões, distribuídos entre 12 cidades. Além dessa verba, a Região terá mais R$ 10,7 milhões em repasses oriundos do Ministério da Saúde, anunciados na semana passada.


Desses R$ 30,2 milhões do Governo do Estado, as maiores fatias ficarão com Guarulhos (R$ 16,3 milhões), Mogi das Cruzes (R$ 4,4 milhões) e Itaquaquecetuba (R$ 3,6 milhões), respectivamente as maiores cidades do Alto Tietê. Já as menores Salesópolis (R$ 68,0 mil) e Santa Branca (R$ 58,8 mil) terão as verbas mais baixas. O critério de distribuição do recurso estadual é o tamanho dos municípios.


Segundo informações oficiais, a transferência de recursos será feita do Fundo Estadual para os Fundos Municipais de Saúde e os valores deverão ser investidos no custeio, compra de insumos e montagem e operação de centros de referência e hospitais de campanha para atendimento aos doentes. “Podemos acertar ou errar, nós só não podemos minimizar problemas”, disse o governador João Doria no anúncio dos repasses emergenciais.


Também nesta semana deverão começar as transferências, pelo Estado, dos R$ 10,7 milhões que o Ministério da Saúde destinou para as cidades paulistas.


Desse montante, R$ 6 milhões são para ações de combate ao Coronavírus nas 12 cidades do CONDEMAT, na proporção de R$ 2,00 per capita. Já os outros R$ 4,7 milhões são para 10 cidades (ficam de fora Ferraz de Vasconcelos e Santa Branca) que possuem serviços municipais de média e alta complexidade (internação de Clínica Médica, diária de UTI e pronto-atendimento).


“Todas as cidades estão dispendendo recursos que não estavam programados na compra de insumos e montagem de equipamentos para o enfrentamento ao Coronavírus. Desde janeiro o CONDEMAT vinha pedindo apoio financeiro, de maneira que a transferência desses recursos deverá amenizar o impacto nos orçamentos municipais e permitir maior agilidade na implantação das medidas necessárias à contenção do vírus no Alto Tietê”, avalia Adriana Martins, coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do CONDEMAT.

23 visualizações