CONDEMAT reforça pedido de cautela na retomada das atividades


Reabertura gradual do comércio começa nesta sexta-feira no Alto Tietê e direção do Consórcio pede que a população vá para as ruas somente em caso de necessidade, já que a quarentena continua


O CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê reforçou quinta-feira (11/06) o pedido de cautela na retomada das atividades econômicas, que a partir de amanhã será implantada de forma gradual nas cidades da Região. Os setores de comércio, serviços e shoppings serão liberados, mas com horários especiais e restrições no número de atendimentos. A direção do Conselho de Prefeitos afirma que a colaboração da população é essencial para evitar tumultos e afastar o risco do Alto Tietê voltar para a fase de restrição total.


“Estamos numa nova fase, mas a quarentena permanece porque ainda existe uma grande contaminação da doença. Por isso, a retomada das atividades será feita de forma gradual e faço um apelo para que as pessoas saiam para as ruas apenas em caso de necessidade e com toda a proteção que o atual momento exige”, ressaltou o presidente do CONDEMAT, prefeito Adriano Leite.


Segundo ele, nas cidades que já começaram com a flexibilização, o movimento nos centros comerciais foi muito intenso nos primeiros dias, o que é esperado em razão do grande período de quarentena. No Alto Tietê, a retomada gradual a partir desta sexta-feira servirá de parâmetro para que as administrações municipais planejem as ações de conscientização e fiscalização e, se necessário, promovam adequações nos protocolos de funcionamento estabelecidos com os setores econômicos.


“A abertura já nesta sexta-feira permitirá que prefeitos avaliem, na prática, os reflexos da flexibilização e possam adotar as providências para que a retomada das atividades continue de forma segura”, justifica o prefeito Adriano.


Segundo o presidente, cabe a cada cidade estabelecer os protocolos para o funcionamento das atividades permitidas na fase laranja do plano de retomada, sempre respeitando critérios como obrigatoriedade do uso de máscara facial, higienização das mãos, distanciamento social e controle no número de pessoas dentro dos estabelecimentos.


O Alto Tietê registra mais de oito mil casos de infectados por coronavírus, com índice de recuperação de aproximadamente 60% e taxa de letalidade de 9%.


Desde o início do mês, a Região recebeu 95 respiradores para implantação de mais leitos de UTI nos hospitais de Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Suzano. E nesta quinta-feira o CONDEMAT reforçou, junto ao Ministério da Saúde, o pedido por mais equipamentos para que o Alto Tietê possa ampliar a capacidade hospitalar.

JORNAL DO POVÃO 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon

Jornal do Povão - Aqui Você faz a Diferença