top of page
Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

10º ano da posse de Dom Pedro Luiz Stringhini como bispo de Mogi das Cruzes


Nesta quinta-feira, 24 de novembro, celebramos o 10º ano da posse de Dom Pedro Luiz Stringhini como bispo da Diocese de Mogi das Cruzes (24/11/2012), nomeado pelo então Papa Bento XVI, no dia 19 de setembro de 2012, para suceder a Dom Airton José dos Santos. Para celebrar, a missa de Ação de Graças será nesta quinta-feira, dia 24, às 19:00, na Catedral Sant’Ana.


2012-2022

Em 24 de novembro de 2012, Dom Pedro Luiz Stringhini tomou posse como 5º bispo da Diocese de Mogi das Cruzes que compreende as cidades de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. Em 2012, eram 49 paróquias, uma paróquia pessoal e dois Santuários Diocesanos por entre os dez munícipios do Alto Tietê. Atualmente, são 87 paróquias, duas paróquias pessoais, cinco Santuários Diocesanos, uma quase-paróquia e uma área pastoral. Nos últimos dez anos, Dom Pedro Luiz Stringhini ordenou mais de 70 sacerdotes e quase 50 diáconos permanente, foi responsável pela transferência da Faculdade de Filosofia e Teologia Paulo VI para a região central de Mogi das Cruzes, a reforma e modernização das estruturas e a abertura dos cursos aos leigos, o que antes era restrito aos seminaristas. Também, possibilitou a instalação do Tribunal Eclesiástico Diocesano em 2016, ao seguir a orientação do Papa Francisco no Motu Proprio “Mitis Iudex Dominus Iesus”. Preocupado com as questões ambientais, criou em 2014, a Pastoral da Ecologia e Meio Ambiente. No âmbito social, sempre esteve próximo das ações sociais da Diocese, como a Pastoral Carcerária, onde sempre que possível, celebrou nos Centros de Detenção Provisória (CDP) da região, e esteve nas edições do Grito dos Excluídos e Excluídas do dia 07 de setembro. É deste período, em 2013, que aconteceu a primeira EVANGELIZAI - Festa Diocesana com o objetivo de reunir as paróquias, comunidades, pastorais e movimentos do Alto Tietê, e integrar o serviço pela evangelização, em um momento, também, de oração, unidade e confraternização. E além disso, com caridade e fraternidade, cumpre a extensa agenda que é própria de um bispo diocesano, como as Assembleias Diocesanas, as visitas pastorais, as celebrações do Sacramento da Crisma nas paróquias, as Jornadas Diocesanas da Juventude, o Dia do Catequista, o Dia das Vocações, entre outros, e as celebrações tão tradicionais da Diocese, como a Festa do Seminário e a Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes.

29 visualizações

Comments


bottom of page