Vereadores da base do prefeito Jarbas votam contra parecer da CEI

22/11/2017

 

Por 8 votos a favor e 5 votos conta o parecer da CEI que apurou as denúncias contra o prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar, PV, os vereadores da base impediram a abertura de uma CP (Comissão Processante) no final da noite de terça-feira, 21 de novembro  na Câmara Municipal de Biritiba Mirim.

 

Terça-feira, 21 de novembro de 2017 entrou para a história da cidade de Biritiba Mirim, quando foi lida em plenário os autos do Processo que foi movido pelo MP contra o prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar por improbidade administrativa e do relatório da CEI - Comissão Especial de Investigação que durante mais de 50 dias ouviu várias testemunhas que falaram sobre os graves problemas que vem ocorrendo na cidade de Biritiba Mirim.

 

Um forte esquema de segurança foi montado nas imediações da câmara municipal de Biritiba Mirim com ruas fechadas e um forte aparato policial que permaneceu até o encerramento dos trabalhos do Legislativo.

 

A sessão teve início às 8:20 quando o presidente da Câmara vereador Marcelo Batista de Miranda Melo abriu os trabalhos e passou a palavra ao primeiro secretário Fernando Gonçalves que iniciou a leitura das acusações feitas pelo MP em que acusa o prefeito Jarbas de envolvimento com integrantes do PCC e em especial com Ronaldo Oliveira "Ronaldo Porco " que foi condenado pela Justiça.

 

Em todo o processo movido pelo MP o mome do prefeito Jarbas é citado sempre relacionado ao grupo de Ronaldo Porco que também atuou na prefeitura da cidade de Ferraz de Vasconcelos, culminando com a prisão do ex-prefeito Acir Filó.

Segundo o próprio MP o o prefeito Jarbas tinha conhecimento de quem era Ronaldo Porco e que era conivente com o que ele tinha realizado na cidade de Ferraz de Vasconcelos.

 

Até as 12:00 foi lida todo o processo que foi encaminhado pelo MP a Câmara Municipal de Biritiba Mirim onde o promotor de justiça pede a cassação do prefeito Jarbas por improbidade administrativa e também solicitando o bloqueio de seus bens.

 

Ao retornarem do almoço às 13:30 iniciou a leitura da conclusão dos trabalhos da CEI que tem como presidente o vereador Jorge Mishima e membros os vereadores Reinaldo Pereira Júnior, Leonardo Venâncio Molina e Walter Machado de Almeida.

 

Durante duas horas e meia foram lidos os depoimentos das testemunhas que fizeram inúmeras acusações contra o prefeito Jarbas alegando que o mesmo não administra a cidade como deveria e que há problemas em todas as áreas principalmente saudê.

 

Todas as testemunhas ouvidas falaram sobre a ligação do prefeito com Ronaldo Porco e pessoas de Ferraz de Vasconcelos que atuam na cidade.

 

Outro fator importante que sempre foi citado é que o prefeito Jarbas falou que em Biritiba Mirim não tem pessoas qualificadas para exercerem funções administrativas o que levou a contratação de pessoal da cidade de Ferraz de Vasconcelos.

 

Os trabalhos foram interrompidos para um breve descanso por volta das 19:00 e meia  hora após retomou com a leitura final do parecer da CEI, com a exibição de um vídeo de em uma reportagem da TV Globo onde mostra a ligação do prefeito Jarbas com a facção criminosa PCC e Ronaldo Oliveira “Ronaldo Porco”.

 

Ao final da leitura por volta das 22:10 começou a votação do parecer da Comissão e os vereadores da base do prefeito Jarbas alegaram terem acesso apenas na manhã de terça-feira, 21 de novembro ao conteúdo das acusações e que seria vago julgar o prefeito apenas se baseando em denúncias sem provas.

 

Ao final da votação o presidente da câmara municipal, vereador Marcelo Batista de Miranda Melo se emocionou na tribuna ao falar deste momento histórico para a cidade de Biritiba Mirim e que daqui a vinte anos seus filhos poderão ter acesso a tudo que ocorreu neste dia na cidade.

 

O vereador e presidente da CEI Jorge Mishima se sentiu decepcionado com a atitude dos vereadores da base, pois este foi um momento histórico para a população de Biritiba Mirim.

 

Com a rejeição todo o processo será arquivado na câmara municipal e a partir da próxima segunda-feira a sessão ocorrerá normalmente até o início do recesso marcado para ter inicio em 10 de dezembro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload