BIRITIBA MIRIM: Liminar é cassada e CP contra vereadores será retomada

 

A liminar que os vereadores José Rodrigues Lares, PV (Zé do Brejo); Eduardo Melo, DEM e Paulo Rogério dos Santos, PTB (Paulinho da Júlio) obtiveram junto a Justiça para que a leitura e votação da Comissão Processante, que apura o recebimento de maços de dinheiro do então prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar, PV, que também se encontra afastado pela justiça, não fosse realizada em 21 de dezembro de 2018, foi cassada e publicada nesta segunda feira, 17 de junho no Diário Oficial.

 

A decisão de revogar a Liminar obtida na época pelos vereadores foi da Juíza de Direito Dra. Gláucia Fernandes Paiva.

 

Desta feita a Câmara Municipal de Biritiba Mirim, irá retomar o processo da CP (Comissão Processante) que apura tais irregularidades e que pode acabar na cassação dos três vereadores.

 

Logo após a leitura da sentença pelo segundo secretário da Mesa Diretiva, vereador Jorge Mishima, PSDB, houve o sorteio do terceiro membro que irá compor a Comissão Processante, visto que o atual presidente da Casa de Leis, vereador Fernando José Gonçalves, PSB está impedido de dar continuidade aos trabalhos como membro.

 

Por sorteio entre os vereadores, Walter Machado foi o escolhido e juntamente com Marcelo Batista de Miranda Melo, PR e Leonardo Venâncio Molina, PODEMOS, irão se reunir nesta terça-feira, 18 de junho para a escolha do presidente, relator e membro da CP e dar continuidade aos trabalhos.

 

O relatório final que envolve os vereadores José Rodrigues Lares, PV (Zé do Brejo); Eduardo Melo, DEM e Paulo Rogério dos Santos, PTB (Paulinho da Júlio), já havia sido concluído no final de 2018 e estava tudo pronto para ser lido na câmara municipal até a chegada da liminar que suspendeu a sessão extraordinária marcada então para ocorrer em 21 de dezembro de 2018.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload