Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

Em um ano de pandemia, região soma mais de 110 mil casos de Covid-19


Primeiro caso foi registrado no dia 11 de março de 2020, no município de Ferraz de Vasconcelos


Um ano após o primeiro caso positivo de Coronavírus na região do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê, confirmado em 11 de março de 2020, todo o país enfrenta a pior fase da pandemia, com alta nos índices de novos casos, óbitos e internações. Na região, já são 110.266 casos confirmados e as mortes chegaram hoje a 4.564, sendo que somente nas últimas 24 horas foram registrados 250 novos casos e 29 óbitos na região.


O primeiro registro da doença na região aconteceu no município de Ferraz de Vasconcelos. A vítima foi uma mulher, trabalhadora da área da saúde. Já o primeiro óbito foi registrado duas semanas depois, em Guarulhos.


De acordo com dados levantados junto à Secretaria de Estado da Saúde, janeiro de 2021 foi o mês com o segundo maior número de casos confirmados para a doença, atrás apenas de agosto de 2020. Já com relação aos óbitos, o mês de fevereiro de 2021 ocupa a terceira posição no ranking da região, sendo que nos meses de junho e julho de 2020, quando houve o pico da pandemia, foram registrados os maiores índices, respectivamente.


Entre os óbitos registrados até hoje, a maioria ocorreu entre os homens, sendo 2.597 no total, o que representa 56,8% das vítimas fatais da região. A maioria das vítimas pertencia à faixa etária de 60 a 79 anos. Já nas mulheres a letalidade é maior a partir dos 80 anos.


A coordenadora da Câmara Técnica de Saúde, Adriana Martins falou sobre os desafios ao longo da pandemia. “Neste um ano de pandemia vivemos inúmeros desafios e o maior deles ainda persiste, que é a conscientização dos cidadãos do quanto as atitudes individuais impactam na vida do coletivo. Neste sentido, os próximos meses são ainda mais desafiadores, porque temos ainda o agravante das novas variantes do vírus e a superlotação dos leitos, que mesmo diante das ampliações que estão sendo realizadas nos municípios, não têm atendido a demanda que é crescente”, disse.


A coordenadora reforçou ainda que mesmo as pessoas que já foram imunizadas com as duas doses devem manter o distanciamento social pois ainda não há informações sobre o tempo que o imunizante leva para fazer efeito.

“O isolamento social continua a ser nossa principal defesa. Se cada um de nós não fizermos a nossa parte, teremos tempos ainda mais difíceis pela frente”, completou.


As vítimas fatais registradas hoje eram residentes nas cidades de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes - confira os perfis abaixo.


Arujá

138. Homem – 45 anos

139. homem – 70 anos

Ferraz de Vasconcelos

231. Homem – 74 anos

232.. Mulher – 46 anos

Guarulhos

16 óbitos

Itaquaquecetuba

436. Homem – 58 anos

437. Mulher – 39 anos

438. Homem – 63 anos

439.Homem – 67 anos

440. Homem – 66 anos

Mogi das Cruzes

765. Homem– 22 anos

766. Mulher – 77 anos

767. Mulher – 61 anos

768. Homem – 64 anos


24 visualizações