Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

Homem mata mulher a golpes de faca e fere outras seis pessoas no Distrito



A Polícia Militar de Salesópolis foi acionada no final da manhã de domingo, 11 de julho para atender a uma ocorrência de violência doméstica, em que Michele Aparecida de Miranda estava sendo ameaçada de morte por Lucas Costa Souza.


Quando os Policiais Militares se dirigiam a casa de Michele foram informados via rádio sobre outra ocorrência versando sobre agressão à faca na casa localizada na Rua Ferdinando Jungers, no Distrito Nossa Senhora dos Remédios.


Michele informou aos PMs que seus pais moravam no mesmo endereço (Rua Ferdinando Jungers), sendo foram até à casa dos pais de Michele.


Ao chegarem no local Policiais depararam com Lucas Costa Souza que foi detido e já imobilizado por diversos ciclistas que estavam na Praça Antônio Souza Prado, no Distrito Nossa Senhora dos Remédios.


Na sequência, os policiais foram informados pelo pai de Michele que também mora no Distrito, que foi abordado por Lucas Costa Souza, o qual exigiu lhe fosse entregue a importância de R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais), condição para que deixasse a chácara onde vivia com Michele.


Diante da recusa em fornecer o dinheiro a Lucas, o mesmo agrediu Ademir com socos, tentando ainda esganá-lo com as mãos, porém, ele se desvencilhou, logrando a fuga, vindo a pedir socorro na vizinhança.


Segundo informações obtidas pelos Policiais Militares com Lucas, neste momento, em favor de Ademir, interveio Kauan, filho de Michele, que, com uma faca, teria desferido um golpe que atingiu o braço de LUCAS.


Os familiares de Michele (Lucinda, Claudino e Milena) trancaram a casa frontal (a dos fundos é pertencente a Ademir), objetivando impedir a entrada de Lucas.


Porém, Licas ingressou na garagem da casa, oportunidade na qual, com blocos de concreto veio a danificar os veículos que ali se encontravam.


Como se pouco fosse, Lucas com as mãos estourou e danificou a janela frontal da casa pertencente aos pais de Michele, por onde que tudo indica veio a entrar no interior da casa, onde, então, se apoderou de uma faca de cozinha, com a qual desferiu facadas em todos os que ali estavam (Lucinda, Claudino e Milena).


Os Policiais Militares foram informados que, se utilizando de uma faca que encontrou na cozinha da casa, Lucas Costa Souza veio a desferir diversos golpes nos moradores daquela residência em Lucinda, Claudino e Milena, cujos ferimentos culminaram com a morte de Lucinda Aparecida Pires, prima de Michele.


O corpo de LUCINDA foi encontrado na cozinha pelos Policiais Militares, onde o autor agrediu à faca os demais moradores e familiares de Michele.


Em razão das facadas desferidas por Lucas, a vítima Milena recebeu perfurações no olho “esquerdo” e na região abdominal e devido a gravidade das lesões, a mesma foi socorrida ao Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes onde permanece internada, sendo submetida a procedimento cirúrgico.


Claudino Pires de 83 anos de vida, Tio de Michele e pai da vítima fatal recebeu perfurações no pulmão, tórax, região abdominal e nas costas, sendo que, em razão da gravidade das lesões, foi ele também foi socorrido ao Hospital Luzia de Pinho Melo, onde permanece internado, sendo submetido a procedimento cirúrgico.


A ocorrência foi apresenta na Delegacia de Polícia de Salesópolis, oportunidade na qual foi exibida a faca que teria sido usada nos crimes (faca de cozinha com 30cm, aproximadamente).


Em pesquisas realizadas pela Polícia Civil, constatou-se que Lucas Costa Souza ostenta passagem por lesão corporal dolosa.


A vítima Kauan, liberada do hospital, também esteve na Delegacia de Polícia, oportunidade na qual confirmou que interveio em favor de seu avô Ademir, com quem reside na casa dos fundos, sendo agredido com socos e chutes por Lucas.


Informou, ainda, que Lucas exigia dinheiro de Ademir para deixar a casa onde vivia com Michele, o que originou a discussão entre ambos e as agressões perpetradas por Lucas.


Kauan negou na Delegacia de Polícia Civil que tenha desferido uma facada no braço de Lucas e disse também que, após ser agredido por Lucas, foi socorrido por Lucinda, refugiando-se na casa dela, sendo certo que Lucas forçou sua entrada na casa em razão de supostamente tentar recuperar as chaves do carro, a qual perdeu.


Lucas danificou os veículos, invadiu a casa de Lucinda e familiares de Michele; matou Lucinda e tentou ainda matar Milena e Claudino e feriu mais duas pessoas em via pública Ademir, Kauan, porque desejava recuperar as chaves do carro (motivo fútil).


Diante dos fatos que lhe foram apresentados, ao Delegado de Polícia Civil Dr. Ricardo Glória, após analisá-los e formar seu juízo de convicção a respeito, entendeu que a conduta de Lucas se coaduna com os tipos penais previstos no artigo 121, § 2º, incisos II, IV e VI, do Código Penal, artigo 121, § 2º, incisos II, IV e VI, cc. artigo 14, inciso II (2 vezes), ambos do Código Penal, artigo 129, § 9º (3 vezes), do Código Penal, artigo 147, “caput”, do Código Penal, artigo 150, “caput”, do Código Penal e artigo 163, parágrafo único, incisos I e IV, do Código Penal, todos cc. artigo 69 também do Código Penal.


O delegado Dr. Ricardo Glória determinou a lavratura do auto de prisão em flagrante e expedição de nota de culpa em desfavor de Lucas Costa Souza, onde foi recolhido à Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, ficando a disposição da Justiça.


Também trabalharam na ocorrência o Escrivão de Polícia José Elpidio Lou de Melo, Carlos Eduardo Sobral ,Investigador de Polícia e Wanderley Donizetti Sousa, Agente Policial.

39 visualizações