Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

MORRE BRUNO COVAS, PREFEITO DE SÃO PAULO, AOS 41 ANOS



O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP), morreu na manhã de domingo, 16 de maio, aos 41 anos, vítima de um câncer que surgiu entre o esôfago e o estômago e se espalhou por outras partes do corpo. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na região central da capital.


Covas descobriu a doença em outubro de 2019 ao ser internado para tratar de uma infecção de pele. O tumor chegou a diminuir em 2020, mas outros reapareceram em novos pontos do fígado em fevereiro deste ano. Em abril, foram identificados também nos ossos.


Em sua trajetória política, inspirada no avô Mário Covas, o ex-prefeito foi deputado estadual por dois mandatos, deputado federal por dois anos, secretário de Geraldo Alckmin (PSDB) e vice-prefeito da capital. Em 2018, quando o então prefeito João Dória (PSDB) lançou-se ao governo, assumiu a prefeitura, para a qual foi reeleito em 2020.


Durante a maior parte do tratamento, Covas seguiu à frente da Prefeitura de São Paulo. Ele deixa um filho de 15 anos.


O PREFEITO


Em 2016, Covas mais uma vez deixou o cargo de deputado, no mandato que acabaria em 2018. Ele foi eleito vice-prefeito de

São Paulo na chapa de João Dória (PSDB). Nas prévias, o empresário era uma aposta ousada de Alckmin e só ganhou o apoio de Bruno no segundo turno, depois de derrotar Ricardo Trípoli.


Covas acabou assumindo a prefeitura em abril de 2018, no dia em que completou 38 anos, quando Dória decidiu concorrer ao governo do estado. No início da gestão, procurou seguir os passos do antecessor na postura econômica, mas procurou estabelecer uma relação mais próxima e humana com as subprefeituras.




40 visualizações