Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

Quarta-Feira de Cinzas e abertura da Campanha da Fraternidade 2021


No dia 17 de fevereiro, às 19:30, na Catedral Sant’Ana, o bispo diocesano, Dom Pedro Luiz Stringhini, preside a missa de Quarta-feira de Cinzas e abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021 (CFE 2021).

A Quarta-feira das Cinzas é uma data penitencial, em que os cristãos manifestam o desejo pessoal de conversão a Deus. A liturgia conserva os elementos tradicionais como a imposição das cinzas na celebração da Santa Missa e o jejum durante o dia (abster-se de algum alimento, neste dia em especial, carnes).

A celebração dá início ao tempo da Quaresma, 40 dias dedicados à preparação da Páscoa. É um período importante para os cristãos católicos antes da Semana Santa, em que se celebra o Tríduo Pascal: a Paixão, a morte e a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso, durante o tempo quaresmal, a Igreja Católica orienta aos fiéis que pratiquem o jejum, a esmola e a oração, pois é um tempo forte de conversão, para afastar-se do mal e reconciliar-se com Deus.

Para as celebrações, a Diocese segue com a atenção aos cuidados e as orientações das autoridades de saúde para evitar a propagação da Covid-19, como o uso obrigatório de máscaras e a não aglomeração de pessoas, respeitando o número de 40% da capacidade da Igreja. Verificar com a sua paróquia se há a necessidade de retirar senha ou fazer o agendamento prévio para participar presencialmente das missas.

Outros horários de missas na quarta-feira de Cinzas (17/02), na Catedral Sant’Ana: 12h

Programação das paróquias para a Quarta-feira de Cinzas em anexo ou no site da Diocese: http://diocesedemogi.org.br/nossa_diocese_noticia.php?id=1339

Mudança no rito por conta da pandemia da Covid-19

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos da Santa Sé publicou uma nota com as disposições a serem seguidas pelos celebrantes no rito de imposição das Cinzas com uma pequena mudança, pois quando o sacerdote ou ministro se aproximar do fiel para impor as cinzas, não irá pronunciar a fórmula: ‘Convertei-vos e acreditai no Evangelho’, ou ‘Lembra-te que és pó da terra e à terra voltarás’, que será feita apenas no altar no momento da bênção das cinzas (em anexo, segue a nota da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos).