Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

Região retorna para Fase Laranja com “toque de restrições” noturno



Com mudança de fase, estabelecimentos comerciais podem funcionar por até oito horas diárias; o atendimento presencial em bares está proibido


A partir de segunda-feira (01/03) a região do CONDEMAT – Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê retorna para a Fase Laranja do Plano São Paulo, conforme reclassificação realizada hoje (26/02) pelo Governo do Estado. Além disso, tem início nesta sexta-feira o “toque de restrições”, que restringe a circulação de pessoas no período entre 23h e 5h. O recrudescimento das medidas tem como base a alta de internações em todo o Estado e visa conter a disseminação do vírus.


Com a mudança de fase, ocorre a redução do horário de funcionamento de comércios e serviços para oito horas diárias, com limitação de atendimento até 20 horas e 40% da capacidade. Bares não podem ter atendimento presencial.


A taxa de ocupação dos leitos de UTI na região nos últimos sete dias (data base 24 de fevereiro) é de 63,6%, com um índice de 108,3% novas internações, o que corresponde a 802 novas internações no mesmo período. Os dados mostram ainda um aumento em 10% no número de óbitos nos últimos 14 dias, com relação aos 14 dias anteriores. Os novos casos também estão em alta, com um acrescimento de 3% no mesmo período.


O secretário executivo do CONDEMAT, Adriano Leite avaliou a oscilação nos indicadores e a situação preocupante em regiões vizinhas, com alta de internações e risco de colapso do sistema de saúde, além da suspeita do surgimento de novas variantes do vírus.

“Os indicadores da pandemia são muito dinâmicos e o cenário muda a todo momento, o que exige cada vez mais cautela dos municípios. Depois de uma sequência de baixa nos índices, agora, diversas regiões do Estado passam por momentos críticos, até mesmo regiões vizinhas que já enfrentam o risco eminente de colapso no sistema de saúde, o que acende o sinal de alerta para a nossa região e torna cada vez mais essencial a manutenção das medidas protetivas e o reforço na fiscalização”, disse Adriano.


VACINAÇÃO


De acordo com o governador João Doria, uma grande operação logística está sendo montada para a entrega de vacinas de segunda dose nos próximos dias, porém, até o momento não há data prevista para estas vacinas chegarem à região.