Design sem nome (1).png

Jornal do Povão

Aqui Você Faz a Diferença

  • Hiago Salesópolis

SALESÓPOLIS: Homem é preso acusado de extorsão



A vítima D. R. M. compareceu a Delegacia de Polícia Civil de Salesópolis informando os Policiais Civis que desde as 8:45 da manhã de sexta-feira, 27 de maio, recebeu mensagens pelo aplicativo Whatsapp, de um número desconhecido com mensagens de extorsão, dizendo que conhecia sua filha; mãe e sua empresa, que ela teria até as 10:30 da manhã para deixar a importância de R$ 10.000,00 numa lixeira na rodoviária da cidade.


A pessoa que enviava as mensagens sabia até o nome da vítima, citando nas conversas, dizendo que: "vamos te buscar e acabar com sua família"..."Eu e meus trutas estamos aqui um bom tempo acompanhando os passos de vocês todos"..."Sei onde estuda a sua filha, se você quiser a segurança dela faz o que a gente manda", "Nada de polícia".


A vítima cedeu cópia destas mensagens a Polícia Civil que anexou ao Registro do Boletim de Ocorrência .


O Investigador de Polícia Luan Leal, juntamente com seus colegas Guilherme e Antonio que após a informação do registro do Boletim de Ocorrência, saíram em diligencias pela cidade juntamente com a vítima, que passou as informações para os Policiais Civis pelo celular onde mantinha contato com o indivíduo que fazia ameaças de extorsão e que combinou em fazer um pacote, aparentando ter cédulas de dinheiro, sendo marcada com a vítima que iria levar o dinheiro no terminal de ônibus situado no Bairro Nhá Luz, de frente a estrada da Petrobras.


Um Policial Civil adentrou no meio do mato, com vista privilegiada, onde via o ponto de ônibus e local combinado com o C. A. M. para pegar o dinheiro e seus colegas Guilherme e Antonio ficaram em campana próximo ao restaurante Nhá Luz.


Passado alguns minutos o Investigador Luan viu que chegou ao ponto de ônibus duas pessoas onde conversaram e logo em seguida uma saiu dizendo que estava cansado e foi embora, ficando apenas C. A. M.


O Investigador Luan viu o momento em que C. A. M. abaixou atrás do ponto de ônibus e pegou a sacola plástica onde continha uma caixa aparentando em seu interior que teria a quantia solicitada pelo mesmo e imediatamente ligou para seus colegas que estavam ali próximo e começou a perseguição, momento que C. A. M. jogou a sacola no chão e tentou se evadir, mas não obtendo êxito e ao ser abordado, o mesmo confessou que estaria extorquindo a vitima D. R. M., com ligações pelo celular e perguntado do chip o mesmo havia escondido no interior de seu tênis.


Devido aos fatos deram voz de prisão em flagrante a C. A. M., onde foi conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Salesópolis e o Delegado Titular Dr. Eduardo Peretti Guimarães, ratificou a voz de prisão em flagrante, ficando o mesmo a disposição da Justiça.


2.940 visualizações