BIRITIBA MIRIM: Vereador vira réu após justiça aceitar denúncia sobre desvio de 2 t de alimentos

 

O vereador de Biritiba Mirim, Leonardo Venâncio Molina, PTN “Raposão”, tornou-se réu juntamente com Lucinéia de Oliveira Camargo, ex-chefe de gabinete, na época, no processo que apura irregularidades na merenda escolar da cidade, durante o ano de 2015, após o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo aceitar a denúncia do MP.

 

Segundo o MP “Raposão” na época (2015) secretário de obras e Lucinéia de Oliveira Camargo, chefe de gabinete teriam desviados duas toneladas de alimentos da merenda escolar da cidade de Biritiba Mirim. Ambos são acusados de peculato, que é apropriação de recursos públicos.

 

Segundo ainda o MP, Lucinéia autorizou Leonardo e um motorista a retirarem cerca de 10 toneladas de alimentos do armazém do Governo do Estado de São Paulo, em 15 e 16 de junho de 2015, na cidade de Cajamar, totalizando 10 toneladas de alimentos.

 

Toda a carga foi transportada até o pátio de obras da prefeitura de Biritiba Mirim e encaminhada até a Secretaria Municipal de Assistência Social, que só foi descoberta pela nutricionista da prefeitura quando a mesma recebeu uma ligação do Governo do Estado, sobre a liberação do segundo carregamento de merenda, visto que nem o primeiro chegou à mesma.

 

Ao saber do local onde se encontrava a merenda a nutricionista foi acompanhada de outros profissionais até a Assistência Social onde se contatou a falta de duas toneladas dos alimentos, totalizando um prejuízo de R$ 8.1 mil.

 

A denúncia foi apresentada pelo MP em 6 de dezembro de 2018 e acatada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 28 de março de 2019..

 

Munícipe entra com pedido de investigação na câmara municipal

 

A munícipe Maria Suellen Campos, protocolou na câmara municipal de Biritiba Mirim na manhã de segunda-feira, 29 de abril, um pedido para que seja realizada investigação sobre os fatos que envolveram o vereador Leonardo Venâncio Molina, PTN “Raposão”.

 

No documento Suellen ainda solicita que seja tom constituída uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) na busca da proteção da ética e moral da Casa de Leis e que se comprovadas as irregularidades que sejam tomadas medidas disciplinares punitivas ao vereador Leonardo Venâncio Molina, PTN “Raposão” conforme regimento interno da câmara municipal de Biritiba Mirim. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload