CONDEMAT realiza encontro sobre saúde e direitos da mulher em Mogi

22/10/2019

 

O CONDEMAT - Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê promoveu na última segunda-feira (21/10) o primeiro encontro ‘Vidas em Jogo- Mulher, saúde e violência’, voltado ao debate de temas intrínsecos à saúde da mulher, sobretudo quanto à abordagem na esfera pública. Realizado no Anfiteatro do Prédio II da Prefeitura de Mogi das Cruzes, o evento contou com palestras de médicos, advogada, promotora de Justiça e procuradora criminal, numa parceria com a Trilhando Caminhos Comunik.

 

A atividade, promovida também em alusão à campanha Outubro Rosa, recebeu cinco palestrantes e trouxe à tona assuntos inerentes ao tema, como a relação entre gênero e saúde, a violência obstétrica, direitos sexuais e reprodutivos, além da recente lei estadual nº 17.137/2019, que garante a opção de parto cesárea às gestantes da rede pública de saúde, mesmo sem indicação médica.

 

Para esta missão, foram convidados a procuradora de Justiça Criminal e ativista no combate à violência e às desigualdades sociais, Sandra Jardim; a promotora de Justiça e vice-presidente da Associação Brasileira das Mulheres da Carreira Jurídica, Fabiana Dal’mas Paes; a advogada especialista em Direito da Mulher, Alessandra Caligiuri Pinto; e a médica e presidente da Associação Brasileira de Mulheres Médicas (ABMM), Marilene Melo; além do vice-presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems-SP), Geraldo Reple Sobrinho.

 

A coordenadora da Câmara Técnica de Políticas Públicas para Mulheres, Fabiana Costa, ressaltou o objetivo do debate promovido pelo consórcio. “Os representantes dos municípios se reúnem mensalmente, desde 2014, para propor as políticas públicas da região. Pela primeira vez nos reunimos neste assunto tão complexo, que ainda apresenta lacunas envolvendo os direitos das mulheres, saúde pública e ética na medicina. Hoje nos propomos a receber pessoas qualificadas a falar sobre os temas, com muito respeito e propriedade”.

 

Já a secretária de Saúde de Guarulhos e representante da Câmara Técnica de Saúde, Ana Cristina Kantzos da Silva, pontuou os eventuais reflexos da atual legislação vigente aos municípios e a importância de se analisar outras perspectivas.  “As cidades já sentem o impacto da nova lei que trata da cesárea, mas vamos buscar entender e falar da maneira mais humana possível”, ponderou.

 

Também esteve presente a coordenadora do Conselho dos Fundos Sociais de Solidariedade do Alto Tietê e primeira-dama de Suzano, Larissa Ashiuchi. Na oportunidade a represente falou do papel do órgão público diante das mulheres em situação de vulnerabilidade. “A saúde é um dos principais desafios de todas as cidades. Este é um momento valioso de capacitação para que toda informação seja propagada de maneira responsável, chegando até as protagonistas deste tema, que são as mulheres usuárias da rede pública”, disse.

 

Por fim, a prefeita de Santa Isabel e representante do conselho de prefeitos do consórcio, Fábia Porto, agradeceu a iniciativa do grupo. “Precisamos fomentar essas políticas na região, com respeito e sob o viés que deve ser tratado. Lidamos com vidas e é nosso dever buscar a garantia de segurança das mulheres e das crianças geradas”, afirmou.      

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload